PCMSO, PPRA, PPP, Medicina do Trabalho, CIPA, NR, ASO, Ocupacional

Medidas protetivas sarampo/rubéola

Home / Blog/Facebook / Medidas protetivas sarampo/rubéola

Após alguns anos livres do sarampo, nosso país vêm apresentando incidência crescente de casos desta doença, para a qual existe vacina muito eficaz, disponibilizada gratuitamente pelo SUS.

A vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba (SCR), é a única forma de prevenir a ocorrência destas doenças na população . Em 2019, até 23/5/2019, o Estado de São Paulo registrou 36 casos confirmados de sarampo, sendo 11 deles com referência de internação e quatro em profissionais de saúde.

MEDIDAS DE CONTROLE RECOMENDADAS:

1.VACINAÇÃO DE ROTINA
É importante que o esquema vacinal esteja completo e devidamente registrado em caderneta de vacinação.
– A partir dos cinco anos de idade, crianças sem comprovação de vacinação anterior, aplicar uma dose da vacina SCR (tríplice viral) na primeira visita e uma segunda dose de SCR 30 dias após a primeira. Caso apresente documentação com esquema de vacinação incompleto, completar o esquema já iniciado.
– Crianças maiores de sete anos e indivíduos até 29 anos: Todos os indivíduos com idade entre sete e 29 anos, devem ter duas doses de SCR (recebidas a partir de um ano de idade e com intervalo mínimo de 30 dias). • Caso a pessoa apresente documentação com esquema de vacinação incompleto, completar o esquema já iniciado, de maneira a receber duas doses de SCR a partir de um ano de idade. • Para indivíduos sem comprovação de vacinação anterior, aplicar uma dose da vacina SCR na primeira visita e uma segunda dose de SCR 30 dias após a primeira.
– Adultos acima de 30 anos e os nascidos a partir de 1960: Adultos acima de 30 anos e os nascidos a partir de 1960, devem ter pelo menos uma dose da vacina SCR, a partir de um ano de idade, independente de história pregressa da doença. Caso a pessoa não apresente comprovação de vacina anterior, aplicar uma dose da vacina SCR na visita ao posto de vacinação.

2. VACINAÇÃO DE GRUPOS DE RISCO: Vacinar todas as pessoas pertencentes aos grupos de risco, abaixo discriminados, de maneira seletiva e de acordo com o calendário nacional e estadual de imunização:
– Profissionais da educação.
– População institucionalizada.
– Estudantes (ensino fundamental, médio e superior).
– Trabalhadores da construção civil, do setor de turismo, de aeroportos e portos (por exemplo: agentes de viagens, guias turísticos, taxistas, funcionários de hotéis e de empresas de transportes aéreo, marítimo e terrestre, etc.), e profissionais do sexo.
– Mulheres puérperas e pós-abortamento.
– Viajantes
Atenção: TODOS OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE DEVEM TER DUAS DOSES DE SCR, COM INTERVALO DE 30 DIAS ENTRE AS DOSES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *